[Resenha] Hime-Sama

Texto por K

Quadro do capítulo mais recente
Quadro do capítulo mais recente

“Era uma vez um reino distante chamado Nonameland”, onde, apesar de ser um conto de fadas, há dias bons e ruins e todas as pessoas são estranhas… Assim começa a comédia romântica Hime-sama, de Waleska Ruschel.

Hime-sama conta a históia de Nine, herdeira do reino de Nonameland que simplesmente detesta as sutilezas reais.

Preocupado coma educação da filha, o rei de Nonameland resolve contratar uma babá (Lois, um camponês), para colocar rédeas na filha “rebelde”. Com uma história envolvente, Hime-sama, tem até fan-clube: http://hime-samafanclub.deviantart.com, está no 4º capítulo e é atualizado às sextas-feiras.

Personagens:

Nine (Hime-sama)
Nine Bouleversement Grisette – primeira princesa de Nonameland, herdeira do trono. Vive nas dependências do castelo, sem contato com o mundo exterior. [ Detalhes ]

Detalhe de personagem
Detalhe de personagem

Margô
Criada como dama de companhia e ajudante particular da princesa. Está sempre disposta a ajudar Nine, até nas “aulas de princesa”. [ Detalhes ]

Marthiele
a “duquesa-demônio” é filha do grande duque do reino, tem enorme antipatia pela princesa. [ Detalhes ]

Hector
(spoiler) [ Detalhes ]

A guarda
O trio que protege Marthiele. [ Detalhes ]

Lois
A “babá” de Nine. Tem uma personalidade forte, mas muita inexperiência no cargo que ocupa [ Detalhes ]

Rei Gabriel
Gabriel Boleversement Grisette é o rei de Nonameland, o reinado mais próspero de todo o continente. [ Detalhes ]

Pierre
Irmão de Margô, é o mais fiel empregado do castelo e primeiro conselheiro do rei. [ Detalhes ]

Leia aqui http://www.mushi-san.com/archives/007698.php

Palavra do Autor

Waleska fala um pouco sobre como surgiu Hime-Sama.

Bom, em 2006 eu cursava meu primeiro ano no ensino médio. Já desenhava a algum tempo e até havia criado uma história longa.Bem, o roteiro era horrível, e eu insisti nele um tempo até notar isso.Mas eu ainda queria desenhar comics.Foi aí que, treinando roupas um dia, eu resolvi arriscar vestidos, e cabelos, e personagens. Quando vi, em uma semana eu já tinha a base da história, personagens principais e secundários definidos e resolvi arriscar. Fiz várias sequências de quadrinhos dispersas antes de começar oficialmente a história, que inicialmente serviria apenas pra um treino em enquadramentos e  construção de página mesmo.Mas me apaixonei pelos personagens e ambiente que havia maquinado.Comecei a produzir, colocando todo meu esforço nisso, tentando criar algo que fosse não só agradavel pra quem já lê quadrinhos, mas pra qualquer um que  esbarrasse nela por aí.E acima de tudo uma história que eu gostaria de ler, que aliás é o motivo pelo qual me empenho tanto em dar uma boa continuidade a ela.E é isso, estamos aí, 4 aninhos de projetos, dois e meio de publicação (no Deviantart e no Mushi-comics), mais de 100 páginas publicadas e espero, 200 até o fim deste ano.

E um pouquinho sobre como é a produção da série.

Sou tradicional, por assim dizer. Como estou em ano de vestibular e cursinho,isso me dá pouquissimo tempo pra desenhar, tempo que eu acabo aproveitando e fazendo páginas a lapiseira e papel mesmo, mesmo contando com o recurso da tablet.Inicialmente eu apenas escaneava as páginas, e gradualmente fui adicionando sombras, efeitos e pasmem! até cores em algumas páginas de início de capítulo.A produção deu uma boa parada durante um tempo, com minha vida escolar exigindo mais .
Mas aí retomei, com a ajuda do Robson Maia, que era meu companheirinho de arte-finalização. Com a ajuda dele a qualidade das páginas melhorou muito, e velocidade da produção delas também.Ele partiu pra projetos pessoais e infelizmente não vai poder mais me ajudar, mas eu treinei muito neste meio tempo e creio que vou conseguir continuar a produção sozinha 🙂

No mais, minha grande alegria de fazer Hime-sama não é apenas a história, mas sim as pessoas adoráveis e dedicadas que me estimulam a continuá-la e melhorá-la, como o pessoal do DA, do Mushi-Comics e o próprio Mushi-san, que sempre foi paciencioso e educado comigo. A história, se continuar nesse ritmo, entrará em sua etapa final no fim do ano que vem, se não antes.Meu próximo projeto é passá-la para o inglês e publicá-la em algus sites de quadrinhos .com , globalizando, né gente.

Indique uma webcomic pelo formulário de contato, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *