Seu Madruga e as lembranças boas

Se você nasceu antes dos anos 90 certamente vai lembrar do Seu Madruga não como o ícone que ele é hoje nas redes sociais e entre as pessoas da internerds, mas sim como um hilário personagem de uma série mexicana que conquistou o país por anos com suas intermináveis reprises.

A mim Don Ramón, nome original do personagem, remete a uma das lembranças mais felizes da minha infância numa pequena cidade do litoral sul-catarinense…

Uma das grandes lembranças que tenho do meu falecido pai é a hora do almoço de quando eu era criança e morávamos ainda em uma pequena cidade do sul de Santa Catarina.

Ele chegava do trabalho para almoçar e logo depois ìamos para frente da TV para assistir aos episódios de Chaves e Chapolin (e as vezes do Pica-pau) no SBT. Era uma diversão só vê-lo rindo discretamente das palhaçadas daquela vila.

Esse desenho não foi feito com o intuito de homenagear meu pai, foi apenas mais um desenho de prática sem compromisso, mas coincidentemente eu o fiz no dia em que meu pai completaria 58 anos.

E ao ver esse desenho pronto não pude deixar de lembrar desses momentos felizes que passamos juntos…

Retirado da descrição da versão maior deste desenho na minha galeria do DeviantArt.

Materiais

– Papel A5 180g/m2
– Lápis Austria 160 Cretacolor 2H
– 12 Copic Original Warm Gray (W0 a W10)

2 respostas para “Seu Madruga e as lembranças boas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *