Um livro sobre como criar uma história em quadrinhos

Desde que comecei meu canal no Youtube, em 2013, venho trazendo o máximo do que aprendi nos anos como desenhista indepentende de quadrinhos para quem tiver interesse em aprender a produzir uma.

Em 2015 eu comecei a escrever um ebook que tem como objetivo mostrar os passos que eu uso para criar minhas HQs. O título provisório dele é Como criar uma história em quadrinhos.

Por diversos motivos esse ebook e também meu canal no Youtube acabaram ficando em um hiato até esse ano.

Agora sinto que está no hora de voltar a transmitir o meu conhecimento autodidata adiante. Por isso estou revisando o ebook e pensando nos próximos vídeos do canal.

Estou escrevendo isso para avisar que também criei uma lista VIP para que aqueles que realmente estão interessados em aprender mais possam colocar seus emails gratuitamente e receber conteúdo exclusivo e também o ebook quando sair.

Para fazer parte da lista clique aqui!

Todos aqueles que entrarem na lista vão receber emails contanto novidades e falando sobre criação de quadrinhos em primeira mão. Quando pronto, o ebook vai ser enviado gratuitamente para todos que já estiverem escritos!

O apoio de todos os inscritos vai ser muito positivo para que eu tenha cada vez mais conteúdo para mostrar.

Aguardo você na lista!

O aqueduto romano

Essa peça me levou muito tempo para fazer, mas não por sua complexidade e sim pela minha atual falta de tempo. É por isso, inclusive, que este blog anda tão parado. O trabalho tem me tomado muito tempo e as vezes desenhar com os olhos e a mente cansada só colabora para estragar a arte.

A inspiração para o tema veio dos recorrentes documentários sobre a Roma antiga que vejo no Discovery Channel, History Channel e NatGeo. Foi reforçada pela leitura do livro Há Dois Mil Anos, que está em andamento.

Versão maior na minha galeria do DeviantArt.

Materiais

– Papel a4 90 g/m2
– Lápis 2H
– Lapiseira Pentel 0.9mm
– Bico de Pena Leonardt 33
– Pincel filete nº0
– Nanquim preto Winsor & Newton

A história do PCB em quadrinhos

Pouco tempo atrás eu li no UniversoHQ que o pessoal do PCB (Partido Comunista Brasileiro) estava selecionando desenhistas para uma hq que contaria a história do partido.

Não sou militante, mas vi ali uma oportunidade de mostrar meu trabalho de forma mais profissional. Enviei um email e acabei selecionado para desenhar um dos capítulos do primeiro volume (saiu no UniversoHQ também). Serão seis páginas.

O trabalho não será remunerado, talvez pelos ideais do partido, mas ficará como uma boa experiência.

Ainda estou aguardando maiores informações dos organizadores do projeto.

Eu li Desvendando os Quadrinhos

Desvendando os Quadrinhos de Scott McCloudOntem terminei de ler o incrível livro Desvendando os Quadrinhos de Scott McCloud. Ele fala sobre quadrinhos utilizando os próprios quadrinhos como meio. Leitura obrigatória para qualquer quadrinista!

McCloud passa por todos os assuntos pertinentes à criação e história das hqs na humanidade. Explica sobre a diagramação, os quadros, os balões, a narrativa, etc. Fala também sobre as diferenças da linguagem HQ no ocidente e no oriente. E até as diferenças entre os EUA e a Europa.

O legal é que por ser uma HQ falando de HQ não fica chato e nem sequer complicado de entender o que ele tem pra dizer, mesmo que muitas vezes ele aborde assuntos muito mais profundos do que imaginei que as HQs poderiam ser.

Eu recomendo fortemente que pessoas que curtem quadrinhos e/ou que um dia gostariam de desenhar HQs que leiam esta documentação sobre o maravilhoso universo das histórias em quadrinhos.

Para mim, que estava procurando me aprofundar e compreender mais as formas de se produzir uma HQ, foi a leitura perfeita! O livro respondeu mais do que eu perguntava quando comecei a ler e criou mais perguntas ainda sobre o imenso estudo dos quadrinhos.

Esta publicação foi lançada em 1992 e eu já conhecia porque costumava acompanhar Desvendando os Quadrinhos na Wizard Brasil da década de noventa. Porém só agora tive a chance de encontrá-la em uma livraria e lê-la na íntegra!

História das minhas HQs

Viajando nos posts antigos do meu velho Beck Blog percebi que já tive diversas hqs desde o milênio passado. Deu vontade de fazer um pequeno histórico para deixar para a posteridade!

Posicione o mouse sobre as imagens para ver a descrição delas. A maioria tem o link para a fonte onde encontrei a velharia.

blueStarsAntes de 1999

Tive diversas hqs que desenhei e mostrei apenas para minha família. Isso inclui uma chamada Blue Stars com 113 páginas… foi meu maior projeto no segundo milênio.

Minha mãe até tem essas histórias antigas guardadas, porém não tenho nada digitalizado no meu computador, apenas uma das capas coloridas.

Este zine contava a história de um garoto e uma menina em busca de peças poderosas chamadas Blue Stars. Mais para frente eles encontram outros personagens e enfrentam juntos um poderoso vilão no final!

1999

7wizardsA primeira hq que tenho digitalizada, apenas algumas imagens, é a minha última série antes da minha entrada no mundo das webcomics. Ela se chama Seven Wizards e contava a história de pessoas que bebiam de cálices sagrados e adquiriam poderes especiais, principalmente relacionados com os elementos da natureza.

A parte legal dessa história é que ela começava no Japão Feudal, passava pela França pós-medieval e chegava nos dias atuais. Isso porque os cálices sagrados davam imortalidade aos que possuiam seus poderes.

2000/2001

dap2D.A.P. (Departamento de Assuntos Paranormais) foi minha primeira webcomic. Quando comecei a desenhá-la, não tinha a intenção de publicar, mas um amigo meu iniciou um site, bem tosquinho, e pediu para publicar essa série. Ela teve três capítulos de algumas páginas.

O personagem principal da série se chamava Rui Müller e era um detetive da Polícia Civil convocado para um departamento especial da Polícia Federal, o D.A.P. Rui possuía um poder paranormal, ele movimentava suas mãos e provocava um deslocamento de ar poderoso.

Essa hq marca o meu início com a edição, letreiramento e adição de tons de cinza no Photoshop também.

2001/2003

Oni’s foi a primeira série que publiquei num site meu mesmo (chamado Macro Vision Studio), foi quando comecei a desenvolver websites com base em um livrinho HTML que encontrei no quarto do meu irmão. Esta série teve uma boa repercursão na época e foi a primeira vez que recebi feedback de leitores!onis

Esta webcomic contava a história de algumas crianças que se descobrem descendentes de uma antiga civilização, já extinta da face da terra, os Oni! Este povo havia desenvolvido grandes habilidades e poderes antes de ser extinta misteriosamente.

Oni’s alcançou o décimo capítulo (publicado em junho de 2004),  mas a série foi “cancelada” por falta de empolgação do autor. No final de 2003 eu estava perdendo o interesse nos personagens e percebi que a história levaria muito tempo para se desenrolar.

2002/2004

Arte: Door

Em 2002 lancei um capítulo piloto de uma série que chamei apenas de 21. Como mal dava conta de desenhar Oni’s na época, acabei parando no primeiro capítulo. Porém consegui um desenhista um ano depois para ilustrar o segundo capítulo e o mesmo aconteceu com o terceiro. Assim 21 virou uma pseudo-série anual onde cada capítulo era desenhado por um artista diferente e os roteiros eram meus.

Nesta webcomic o personagem principal, Dio Moreno, é um poderoso mago num cenário pós-apocalíptico onde a terra voltara para um estágio parecido com a antiga era medieval européia, mas com um pouco mais de tecnologia e alguns monstros lendários, como dragões.

Cada capítulo foi uma história quase fechada, mas que trazia alguns mistérios e ligações entre elas. O único personagem fixo é o próprio Dio.

2003

acertoDeContasA webcomic Acerto de Contas é uma história piloto com alguns personagens que nunca mais voltei a utilizar. Ela contou a história de um adolescente que volta para acertar as contas com um velho que recrutava crianças para formar uma equipe de super-heróis.

Acerto de Contas tem 20 páginas e foi desenhada em incríveis 11 dias!! Realmente me empolguei para fazer essa aí, que hoje ainda pode ser lida no Beck Art.

2004

Passei um bom tempo em 2003 desenvolvendo um cenário fictício, um continente com reinos e etc. A este lugar dei o nome de Zanecia e em 2004 criei um capítulo piloto para uma futura série.

zaneciaEsta série se basearia em um continente isolado por uma cordilheira mortal dividido em cinco reinos. Do lado oriental da cordilheira encontra-se uma área desconhecida pelos habitantes de Zanecia, o lado ocidental da cordilheira.

A história piloto foi publicada num zine online chamado Ganbatte! do Estúdio Kitsune e hoje em dia pode ser lida no site MushiComics, no NHQ (em formato CDisplay) ou no Beck Art.

A série nunca foi desenvolvida, cheguei a iniciar algumas vezes o capítulo um, mas nunca passei das primeiras páginas.

2006 até hoje

Primeira versão de Arthur de Tailer

Em 2004, logo após desenhar o piloto da série Zanecia, desenhei o piloto da série Tailer com sete páginas. Depois de quase dois anos sem produzir nada na área das hqs, Tailer ressurgiu das cinzas com o capítulo um e se mantém até hoje em produção.

A série tem previsão para ser encerrada mais ou menos perto do capítulo 20. Mas isso ainda é algo que verei como fazer. Enquanto isso estou republicando todas as páginas com comentários especiais no hotsite da série.

Então…

Espero que todos que tiverem paciência para ler tudo isso tenham curtido ver minha evolução nesses mais de dez anos de produção de webcomics! Deixe seu comentário! =)

A criação de Tailer

Sempre achei que a criação de Tailer havia começado na metade final de 2004, mas me enganei. Vasculhando umas velharias no arquivo do meu velho beck blog achei algumas imagens do verdadeiro início da criação da série.

Quadro da primeira página desenhada em 2003
Quadro da primeira página desenhada em 2003

Em 2003 eu estava desenhando o capítulo 8 ou 9 de uma série com o nome de Oni’s que tinha o seguinte enredo: algumas crianças eram reencarnações de seres que andaram na terra na época dos antigos chineses e agora estavam tentando voltar ao domínio.

Era até interessante de desenhar e eu publicava na internet, mas estava ficando sem saco pra continuar a lenga-lenga. Foi então que resolvi desenhar um história curta em formato web (retângulo horizontal) e as ideias para Tailer começaram a surgir.

Algum tempo depois cheguei até a desenhar algumas páginas da história curta que já tinha nome e alguns personagens definidos. Porém, mais tarde acabei desenhando Acerto de Contas.

Ainda sem vontade de desenhar nada da falecida série Oni’s, comecei a desenhar outra história curta, mas ainda não era a hora de Tailer aparecer, pois  a ideia escolhida foi de Zanecia. Que inclusive saiu em um fanzine online do Estúdio Kitsune… acho que se chamava Ganbatte!.

Arthur parecia mais 'sensível' nas páginas de 2003
Arthur parecia mais 'sensível' nas páginas de 2003

No final das contas, Oni’s foi abandonada no capítulo 10, exatamente porque a história estava se enrolando cada vez mais e levaria séculos (ou capítulos mesmo) para eu terminá-la.

Foi então que iniciei, em 2004, a história curta (piloto) da série Tailer, que hoje é considerada o capítulo 0, por ser o prólogo do capítulo 1, desenhado somente dois anos depois.

Em breve farei um post de curiosidades falando um pouco sobre a série Oni’s, afinal ela foi muito importante para meu desenvolvimento geral nos quadrinhos. Caçarei algumas imagens e páginas desenhadas para demonstrar a evolução destas com o passar dos anos.