Praticando com aquarela

Já comentei no post anterior que estou fazendo o curso de Ilustração da Quanta. Estamos na primeira parte do curso onde o foco está na prática das técnicas de aquarela. Resolvi postar algumas imagens dos treinos que tenho feito.

A primeira imagem remete à aula onde tive o primeiro contato com aquarela… e foi quando percebi que não seria tão fácil lidar com essa técnica como eu pensava que seria.

A segunda imagem é da última aula, onde treinamos silhuetas. Já consegui ganhar uma maior confiança no uso da aquarela, mas ainda preciso de muita prática.

A última é de uma prática feita em casa nesta última sexta-feira, baseada em uma foto do Jet Li.

Curso de ilustração na Quanta

Depois de muitos anos desenhando (praticamente a vida toda) finalmente entrei para um curso de ilustração. Não é qualquer curso, é o curso da Quanta Academia de Artes. Está sendo uma experiência muito boa!

A ideia do curso é aprender duas técnicas de pintura, primeiro a aquarela (a técnica aguada) e depois o goache (a técnica seca). Depois de dominar o básico destas técnicas vamos começar a trabalhar com pautas, para produzir ilustrações de vários estilos.

Esta ilustração à direita foi o primeiro exercício que fiz no curso, ainda apenas com o lápis baseado em uma foto. A ideia era trabalhar apenas com massas e não com linhas definindo o desenho.

Estou muito feliz por ter essa oportunidade. Com apenas duas aulas já me aprendi muita coisa sobre materiais de pintura e o curso tem um ano letivo de duração, imagine o quanto mais poderei aprender!

Por falar na Quanta, meu professor (Anderson Nascimento) e outros da Quanta estão com uma exposição de aquarelas na FNAC da Paulista, para quem está em Sampa dar uma conferida! Eu ainda não fui, mas provavelmente visitarei este final de semana para babar um pouco.

Cúpula

Fiquei um tempo sem desenhar e resolvi fazer esse rapidinho. Papel A4 90 g/m2, pincel, bico de pena e nanquim.

Novos materiais

Hoje adquiri alguns novos materiais para experimentar nas minhas ilustrações e quadrinhos. Esse desenho foi feito em papel tamanho A5 e gramatura 180g/m2, arte-finalzado com pincel e bico-de-pena com tinta nanquim preta. O mesmo nanquim foi utilizado para a técnica de aguada que deu os sombreamentos do desenho. É a primeira vez que uso essa técnica… vivendo e aprendendo.

Quem costuma acompanhar meus desenhos vai notar que estou experimentando um estilo diferente de desenho também e não só materiais diferentes.

Rabiscando

Peguei um momento da manhã de hoje para sentar ao sol e rabsicar algumas coisas…

Tenho me estressado com a falta de dinâmica da minha arte nas páginas de quadrinhos. Expressões e posições diferenciadas dos personagens ajudam a melhorar esse problema, então resolvi dar uma treinada em diferentes posições.

Sempre fui direto nos desenhos, nunca tive aulas e por isso não costumava fazer aquele “esqueleto” de modelo antes de desenhar o personagem. Porém percebi que isso facilita demais (dãã… demorou, né ow) na composição de diferentes posições… aí brinquei um pouco com isso.